domingo, 24 outubro de 2021
Aqui você fica por dentro de tudo que acontece em Brazlândia.

Brazlândia – DF

DestaqueEconomia

Setor de serviços supera patamar pré-pandemia e avança 1,1% em julho

2 Mins read

Essa foi a quarta alta mensal seguida, o que levou o setor a atingir o maior nível em cinco anos. Os dados foram divulgados pelo IBGE

Os sinais de avanço da vacinação em massa contra a Covid-19 começam a ter reflexo na economia. O setor de serviços, o mais prejudicado pela pandemia do novo coronavírus, cresceu 1,1% em julho, na comparação com junho.

Essa foi a quarta alta mensal seguida, o que levou o setor a atingir seu maior nível em cinco anos. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (14/9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com o resultado, o setor está 3,9% acima do nível pré-pandemia e alcança o patamar mais elevado desde março de 2016. “Mesmo com o avanço, o setor ainda está 7,7% abaixo do recorde histórico, alcançado em novembro de 2014”, afirmou o IBGE.

Em relação a julho do ano passado, quando a doença estava em alta no país, o setor registrou avanço de 17,8%. Já no acumulado no ano, o crescimento é de 10,7% e em 12 meses de 2,9%.

O setor de serviços é o de maior peso na economia brasileira. Entre março e maio de 2020, ele perdeu 18,6%, mas desde junho vem se recuperando.

“Nesse período todo [entre junho de 2020 e julho de 2021], o setor de serviços acumulou um ganho de 27,6%. Das 14 taxas com ajustamento sazonal [mês contra mês imediatamente anterior], apenas uma foi negativa”, destacou o gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo.

Altas por atividades

O IBGE revelou que o avanço do setor de serviços foi sustentado por apenas dois grupos de cinco pesquisados. Em destaque estão as atividades prestadas às famílias (3,8%). O outro grupo foi o de serviços profissionais, administrativos e complementares (0,6%).

“Essas duas atividades são justamente aquelas que mais perderam nos meses mais agudos da pandemia. São as atividades com serviços de caráter presencial que vêm, paulatinamente, com a flexibilização e o avanço da vacinação, tentando recuperar a perda ocasionada entre março e maio do ano passado”, aponta o analista da pesquisa, Rodrigo Lobo.

Na contramão, os serviços de informação e comunicação (-0,4%), de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correios (-0,2%) e em outros serviços (-0,5%) registram queda.

FONTE: Metropolis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para lhe ajudar.
👋 Anuncie com a gente!

Os cookies nos ajudam a fornecer, proteger e melhorar nossos produtos e serviços. Ao usar nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Configurações de cookies

Abaixo você pode escolher quais tipos de cookies permitem neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalOur website uses functional cookies. These cookies are necessary to let our website work.

AnalyticalOur website uses analytical cookies to make it possible to analyze our website and optimize for the purpose of a.o. the usability.

Social mediaOur website places social media cookies to show you 3rd party content like YouTube and FaceBook. These cookies may track your personal data.

AdvertisingOur website places advertising cookies to show you 3rd party advertisements based on your interests. These cookies may track your personal data.

OtherOur website places 3rd party cookies from other 3rd party services which aren't Analytical, Social media or Advertising.