sábado, 16 outubro de 2021
Aqui você fica por dentro de tudo que acontece em Brazlândia.

Brazlândia – DF

DestaqueEconomia

Mercado imobiliário do DF projeta crescimento de 65% nas vendas

2 Mins read

Procurar por unidades maiores e mais confortáveis é a principal demanda recebida pelas imobiliárias. Na avaliação do setor, cenário se manterá positivo até o próximo ano. Noroeste, Águas Claras e Samambaia são as regiões mais atrativas do mercado

Apesar da crise econômica vivida em outros setores da economia, o mercado imobiliário vive um bom momento no Distrito Federal. Aquecido, as perspectivas de crescimento no setor chegam a considerar um aumento de 65% no volume de vendas até o fim do ano, se comparado a 2020. A mudança de hábitos e a procura por locais maiores e mais confortáveis são algumas das razões que motivam o crescimento. Na avaliação da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do DF (Ademi-DF), o cenário deve permanecer positivo até o começo do próximo ano.

“Aproximadamente 95% dos nossos associados acreditam que o mercado irá se manter como está ou melhorar nos próximos meses. Apenas 5% acreditam em uma piora no setor. Realmente, nossas pesquisas demonstram um bom desempenho, mesmo que 2020 tenha sido um bom ano”, explica Eduardo Aroeira Almeida, presidente da Ademi. Eduardo destaca, além do volume de vendas, o de lançamentos que deve aumentar. “Estimamos, em relação ao lançamento de empreendimentos, algo em torno de 35%”, avalia. O presidente da Ademi detalha que o Noroeste, Águas Claras e Samambaia são as regiões administrativas com o melhor desempenho da capital.

O cenário positivo também é destacado por Paulo Duarte, da Paulo Duarte Imóveis. “A pandemia foi um dos motivos que ajudou o mercado imobiliário, pois havia incerteza nos outros investimentos e as pessoas retornaram a algo mais seguro, que poderia ter um retorno mais certo”, avalia. O teletrabalho também é um dos motivos listados por Paulo: “as pessoas não estavam acostumadas a trabalhar em apartamentos, em locais apertados. Como começaram a ficar tanto tempo em casa, passaram a desejar mais conforto. Essa foi a maior demanda: pessoas querendo espaços maiores, casas com mais quartos ou com área de lazer”, afirma.

Paulo explica que, atualmente, o crescimento está mais consolidado. “Antes havia certa euforia nas pessoas. Agora eles estão mais racionais, mais conscientes. O crescimento que vivemos agora, depois do começo da vacinação, é um crescimento sólido, com os compradores analisando com calma as ofertas, fazendo comparativos, verificando taxas de juros e melhores financiamentos”, analisa.

FONTE: Correio Braziliense

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para lhe ajudar.
👋 Anuncie com a gente!

Os cookies nos ajudam a fornecer, proteger e melhorar nossos produtos e serviços. Ao usar nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Configurações de cookies

Abaixo você pode escolher quais tipos de cookies permitem neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalOur website uses functional cookies. These cookies are necessary to let our website work.

AnalyticalOur website uses analytical cookies to make it possible to analyze our website and optimize for the purpose of a.o. the usability.

Social mediaOur website places social media cookies to show you 3rd party content like YouTube and FaceBook. These cookies may track your personal data.

AdvertisingOur website places advertising cookies to show you 3rd party advertisements based on your interests. These cookies may track your personal data.

OtherOur website places 3rd party cookies from other 3rd party services which aren't Analytical, Social media or Advertising.