domingo, 24 outubro de 2021
Aqui você fica por dentro de tudo que acontece em Brazlândia.

Brazlândia – DF

Notícias

Dono de distribuidora é morto com tiro na traqueia por PM de Goiás

2 Mins read

Robson de Souza foi morto durante uma discussão com o suspeito, o militar Divaldo Correia Bento. Ele é procurado

 (crédito: Reprodução)
(crédito: Reprodução)

O dono de uma distribuidora de bebidas morreu na madrugada desta segunda-feira (23/11), em Águas Lindas de Goiás, município do Entorno distante cerca de 50 quilômetros do Distrito Federal. O crime foi gravado por câmeras de segurança. A vítima é Robson de Souza, e o suspeito é Divaldo Correia Bento.

O Correio obteve acesso às imagens, no entanto, pelo grau de violência registrado, optou-se pela não reprodução do conteúdo. O suspeito é um policial militar de Goiás, que é procurado.

Segundo apurado pelo Correio, Robson havia fechado a distribuidora dele, por volta das 23h50, quando o militar chegou no local, acompanhado de dois amigos. Como a vítima conhecia Divaldo, permitiu que o grupo ficasse no estabelecimento. No vídeo, o comerciante e o acusado estão na área externa.

Robson passou a beber com Divaldo, e sofreu o ataque às 4h37, conforme marca o horário das câmeras de segurança da distribuidora. O vídeo mostra a vítima argumentando com o militar, que está sentando em uma cadeira, com a arma de fogo em cima da perna, e com o celular em mãos.

O comerciante está em pé e se abaixa para falar próximo do policial. Neste momento, Divaldo pega a arma de fogo, aponta para a traqueia de Robson e atira. A vítima leva a mão ao local ferido e cai logo em seguida, no chão. O policial segue sentado, olha rapidamente para o corpo, guarda a arma e mexe novamente no celular.

Depois de alguns segundos, um outro homem aparece na porta para a área externa onde ocorreu o homicídio. Ele se vira para Divaldo e os dois começam a conversar. Depois disso, a gravação termina e não é possível dizer quanto tempo levou até que o grupo saísse da distribuidora.

Segundo o delegado Cleber Martins, do Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Águas Lindas, ainda não foi identificado o motivo do assassinato. “Uma das hipóteses é que houve um desentendimento entre a vítima e o suspeito quanto ao valor a ser pago pelo autor pelo consumo na distribuidora. Mas isso será apurado melhor”, explica.

“O autor é policial militar e tem o registro legal da arma de fogo. De acordo com testemunhas, após o crime, ele saiu tranquilamente do local e foi embora, de carro. Nossa investigação também prossegue no intuito de localizá-lo”, afirma Cleber Martins.

 

Informações Correio Braziliense

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para lhe ajudar.
👋 Anuncie com a gente!

Os cookies nos ajudam a fornecer, proteger e melhorar nossos produtos e serviços. Ao usar nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Configurações de cookies

Abaixo você pode escolher quais tipos de cookies permitem neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalOur website uses functional cookies. These cookies are necessary to let our website work.

AnalyticalOur website uses analytical cookies to make it possible to analyze our website and optimize for the purpose of a.o. the usability.

Social mediaOur website places social media cookies to show you 3rd party content like YouTube and FaceBook. These cookies may track your personal data.

AdvertisingOur website places advertising cookies to show you 3rd party advertisements based on your interests. These cookies may track your personal data.

OtherOur website places 3rd party cookies from other 3rd party services which aren't Analytical, Social media or Advertising.