domingo, 24 outubro de 2021
Aqui você fica por dentro de tudo que acontece em Brazlândia.

Brazlândia – DF

Notícias

Defensoria abre ação para que o GDF reduza filas para cateterismo

2 Mins read

Três hospitais foram notificados e deverão regularizar o atendimento. Hospital de Base deve receber insumos na semana que vem para fazer a fila de espera andar

A Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) abriu uma ação civil pública contra o Governo do Distrito Federal (GDF) por conta da suspensão da realização de cateterismo cardíaco na rede pública de saúde. O processo pede que o GDF informe os dados do Sistema Único de Saúde (SUS) e regularize o atendimento nos hospitais.

Os hospitais que foram notificados são: Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (ICDF), que teve paralisação do atendimento a esses pacientes no dia 20 de agosto; o Hospital de Base (Iges-DF), que paralisou em 11 de novembro; e o Hospital Universitário de Brasília (HUB), que continuou atendendo, mas está com a agenda bloqueada.

A ação cita que 942 pacientes estão na fila de espera para o procedimento, com classificações de risco entre “vermelha”, “amarela”, “verde” e “azul”, do mais ao menos grave. Além do número alto, entre outubro e novembro os pacientes na prioridade vermelha aumentaram em 80%.

Segundo o defensor público Ramiro Sant’Ana, envolvido no processo, a falta de oferta prolonga o tempo de internação dos cardiopatas, que ficam hospitalizados sem o acesso ao tratamento devido. “A falta de oferta do procedimento de cateterismo cardíaco coloca em risco a vida de centenas de cardiopatas, e tem impedido o regular fluxo de pacientes entre as diversas unidades hospitalares”, completa.

Iges-DF

Ao Correio, o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) afirmou que já foi notificado da ação e irá responder a Defensoria Pública dentro do prazo. Além disso, a expectativa é que o Núcleo de Hemodinâmica do Hospital de Base receba, na próxima semana, insumos que irão aumentar os atendimentos aos pacientes com doenças cardíacas.

O presidente do Iges-DF, Paulo Ricardo Silva, assinou o contrato nesta quinta-feira (19/10) para o fornecimento dos materiais. Segundo o presidente, a novidade vai ajudar a reduzir a fila de espera e “garantir a tranquilidade dos pacientes que precisam dos exames e do cateterismo”.

Procurados pelo Correio, o Instituto do Coração do Distrito Federal e o Hospital Universitário de Brasília não responderam até a última atualização desta reportagem.

Repasse

Na quinta-feira (19/11), a Secretaria de Saúde repassou cerca de R$ 3 milhões ao Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (ICDF) para garantir a continuidade dos serviços da entidade. O pagamento foi feito antes do prazo limite previsto. Além disso, a pasta vai oferecer insumos básicos necessários para que as cirurgias cardíacas sejam retomadas na unidade rapidamente.

Após o repasse, o ICDF acolheu quatro crianças que passarão por cirurgias cardíacas. Segundo o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, o critério da idade é um dos agravantes para que as crianças tenham prioridade na fila de espera, de modo que o quadro delas não piore. Duas crianças já foram operadas.

Informações Correio Braziliense

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para lhe ajudar.
👋 Anuncie com a gente!

Os cookies nos ajudam a fornecer, proteger e melhorar nossos produtos e serviços. Ao usar nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Configurações de cookies

Abaixo você pode escolher quais tipos de cookies permitem neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalOur website uses functional cookies. These cookies are necessary to let our website work.

AnalyticalOur website uses analytical cookies to make it possible to analyze our website and optimize for the purpose of a.o. the usability.

Social mediaOur website places social media cookies to show you 3rd party content like YouTube and FaceBook. These cookies may track your personal data.

AdvertisingOur website places advertising cookies to show you 3rd party advertisements based on your interests. These cookies may track your personal data.

OtherOur website places 3rd party cookies from other 3rd party services which aren't Analytical, Social media or Advertising.