Cidade da Segurança: ação DF Livre de Carcaças começa nesta quinta

Operação tem início às 10h, em Planaltina, para retirar das ruas veículos abandonados. O objetivo é eliminar criadouros do Aedes aegypti

Projeto Cidade da Segurança Pública, em Planaltina
JP Rodrigues/Especial para o Metrópoles
Forças de segurança do Distrito Federal realizam, nesta quinta-feira (26/11), a operação DF Livre de Carcaças, em Planaltina. A ação começa às 10h, para retirar das ruas veículos abandonados.Além de aumentar a sensação de segurança da população, o DF Livre de Carcaças tem como objetivo eliminar criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor de dengue, zika e chikungunya. A ação integra pacote de ações de segurança pública para a região administrativa, a primeira a receber o projeto Cidade da Segurança Pública, entre 25 e 29 de novembro.

Os trabalhos são coordenados pela Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF), com apoio das secretarias executivas das Cidades e de Políticas Públicas, do DF Legal, do Departamento de Trânsito (Detran-DF), da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e da Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival), divisão da Secretaria de Saúde.

Os representantes dos órgãos envolvidos vão se encontrar em frente à Administração Regional de Planaltina, a partir das 10h, ponto de encontro para início da operação.

Cidade da Segurança Pública

A SSP-DF inaugurou, na manhã dessa quarta-feira (25/11), a Cidade da Segurança Pública, em Planaltina. O projeto, em novo formato itinerante, faz parte do programa DF Mais Seguro e terá participação integrada das forças de segurança – polícias Militar e Civil (PCDF), Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF) e Detran-DF.

A inauguração do espaço ocorreu no estacionamento da Administração Regional de Planaltina e contou com a presença dos chefes e gestores da segurança pública. A estrutura ficará instalada no local de 25 a 29 de novembro. O vice-governador do DF, Paco Britto, também participou do evento.

Durante a cerimônia, o secretário de Segurança Pública do DF, Anderson Torres, disse que o programa DF Mais Seguro conta com quatro eixos básicos. São eles:

• Ampliação do projeto de videomonitoramento
• Modernização do atendimento emergencial à população
• Áreas prioritárias de segurança comunitária
• Cidade da Segurança Pública

Ao comentar sobre o primeiro ponto, o secretário informou que, atualmente, existem no DF mais de 1 mil câmeras instaladas. “Nós, praticamente, dobramos a quantidade de câmeras que encontramos no início da nossa gestão. Mas, agora, precisamos evoluir, precisamos trazer inteligência ao sistema, modernizar o nosso parque tecnológico no centro integrado de operações de Brasília”, pontuou.

Ainda conforme Torres, a pasta pretende percorrer 33 cidades do DF com o projeto Cidade da Segurança Pública.

 

Informações Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.