quinta-feira, 2 dezembro de 2021
Aqui você fica por dentro de tudo que acontece em Brazlândia.

Brazlândia – DF

DestaquePaulo Sá - Business

10 DICAS para ter mais amigos e ser popular hoje. Dica 2 – Não critique

5 Mins read

Por Paulo Sá – Empresário

Já temos muitos críticos no nosso dia-dia e definitivamente termos esse tipo de pessoas por perto deixa nosso dia mais sobrecarregado. Acordamos ligamos a televisão e o que vemos? Notícias ruins. Abrimos o jornal e o que vemos? Mais notícias ruins. Vamos a internet e o que vemos? Mais notícias
ruins! Isso já se tornou um padrão em nossas vidas, talvez por isso as pessoas se tornaram tão bloqueadas e arredias, portanto, venho lhe dizer para não ser o PORTADOR DE MÁS NOTÍCIAS, o que engloba não ser o crítico, pois correrá o risco de ser eliminado da roda de amigos, do trabalho ou de
qualquer lugar, afinal, você é uma PERSONA NON GRATA.

Porém, se você está consumindo esses textos creio que que não quer mais ser esse tipo de pessoa ou então está tomando o máximo de cuidado para não se tornar uma pessoa desagradável.
Mas o que eu faço que pode ser desagradável aos outros?

Vamos a lista:

Querer falar somente de você

Tem coisa mais desagradável do que essas pessoas que só sabem falar delas mesmas? Que na primeira oportunidade que tem vai falar do carro que tem, da casa que comprou, do curso que está fazendo? É muito chato isso! Ah não ser que alguém tenha feito essa pergunta, por favor, não fale dos seus feitos, pois será visto como uma pessoa extremamente desagradável. Fale menos de você, ouça mais sobre os outros.

Não deixar os outros falarem

Essa particularmente me dá uma agonia tão grande, pois conheço pessoas que para que se conseguir manifestar uma opinião deve-se aguardar aqueles segundos valiosos onde o monopolizador da conversa tem que respirar, daí, aproveita-se esse valioso momento para conseguir criar algum tipo de
Não critique 2/10 interação na conversa, pois essa pessoa simplesmente não deixa você falar. Portanto, entenda, o mundo não gira em torno de uma pessoa somente, logo, o bacana da conversa é a interação e agindo assim, estará fazendo como 95% das pessoas no planeta onde querem se mostrar importantes e acabam deixando de aproveitar o que é mais importante que seria a informação colhida das pessoas ao qual estamos conversando, isso sim é valioso, pois ao saber das suas dúvidas e necessidades, podemos nos antecipar e oferecer algum tipo de apoio ou solução, isso tem muito mais valor do que ficar tentando provar que é bom.

Fofoca alheia

Olha, não sei você, mas eu acho muito chato quando estou em uma roda e vem uma pessoa falando mal de outra e pior, outra do mesmo círculo de amizade. E para piorar ela ainda fala assim: -Não é fofoca, mas vocês ficaram sabendo de fulano? Além de ser uma postura ridícula fique ciente que o
fulano que está falando será primeiro a saber após dar as costas às pessoas que passou a notícia.
Ninguém gosta de fofoqueiro, sabe porquê? Porque o fofoqueiro é o tipo de pessoa que não se pode confiar, já que confiança não é algo que se compra, mas que se conquista e ao agir com esse tipo de conduta correrá o risco de não ser uma pessoa confiável.

Falta de bom trato com pessoas

Teve uma vez que eu estava em uma roda de negócios com alguns lobistas (pessoas que trabalham com relações públicas e governamentais), de cara posso dizer que são pessoas extremamente educadas e polidas, porém, teve um momento em que um vendedor ambulante se aproximou para
oferecer seus doces para comprarmos (estávamos na área externa de um café). Ele chegou se apresentou e ofereceu seus produtos, até que uma pessoa extremamente deselegante falou assim: – Amigo, ninguém quer nada seu aqui não, da licença que você está atrapalhando nossa reunião, saia daqui! Na mesma hora aquilo me deu um ódio de fazer parte daquela reunião, foi quando olhei para o rosto desse vendedor que no exato momento encheu seus olhos de água, aquilo cortou meu coração em vários pedaços. O chamei na frente de todos e falei: – Amigo, não liga não, a cada um babaca como esse que você encontrar pela rua, tenho certeza que irá encontrar pelo menos mais umas 10 pessoas boas, portanto não liga para essa situação que ocorreu aqui não, ok? Eu nem iria comprar nada, mas acabei comprando grande parte do seu estoque por conta dessa pessoa desagradável. Após ele sair voltei a reunião como se nada tivesse acontecido, uns dois sorriram (com um olhar de reprovação ao que ele havia feito) e a pessoa que havia destratado o vendedor não falou absolutamente nada.

Falar tudo que vem à mente

Existe uma diferença entre ser sincero e ser sem noção. Ser sincero é quando uma pessoa pergunta sua opinião e você a dá prontamente. Agora, quando ninguém perguntar o que você acha da roupa, do cabelo, do carro, seja lá qual for o item que quiser manifestar sua opinião, fique calado. Conheço um monte de gente boa que é assim, fala muitas vezes sem a noção de que aquele tipo de comentário é desagradável e só vai ver a besteira que falou após sair de sua boca, portanto, compre um freio hoje mesmo para sua língua e não fale mais tudo que vier a sua mente. Faça esse exercício que é muito simples e o livrará de uma série de constrangimentos: Se fosse comigo ou algum ente querido meu, será que eu gostaria? A partir do momento em que começar a se perguntar e se colocar na situação, deixará de falar uma série de sinceridades que ninguém pediu previamente, portanto, espere ser convidado a manifestar sua opinião, caso contrário, boca fechada.

Todos estão errados, só você está certo

Lhe convido a participar de uma conversa onde tudo que falar estará errado e tudo que escutar da outra pessoa estará certo. Acho que será melhor vomitar não é mesmo? Pois acredite, tem muitas pessoas que tem a petulância de sempre que entram em uma conversa querem dizer que são os donos da verdade e que tudo que falam é certo e o que os outros falam é errado. Isso é de tamanha falta de noção que se a pessoa pensasse no quanto é desagradável não faria isso. Portanto, se faz hoje ou pelo menos espero FAZIA, não faça mais, pois nunca deixe de avaliar o contexto das pessoas que está conversando, pois imagine que você está numa “roça” por exemplo, onde as pessoas não têm um grau educacional muito apurado. Já pensou em uma conversa querer catequizar todas essas pessoas? Não existe! É o mesmo que criticar gírias ou modo de falar das pessoas em guetos. Então, a partir de hoje, sempre que for pensar em ensinar, criticar ou menosprezar faça um exame de  consciência e avalie de forma criteriosa o contexto que está participando, após essa análise comece a falar. Saiba que críticas construtivas quando são solicitadas são muito boas de serem manifestadas, porém quando não são solicitadas elas vêm com tudo que o desprezo poderá provir, portanto não cometa mais esse erro, ou seja, alguém lhe solicitou uma crítica, esteja aberto a criticar, afinal te
pediram, do contrário, BOCA FECHADA! – Ah não, mas eu sou sincero, não dou conta de ver alguém fazendo alguma coisa errada, eu tenho que corrigi-la, afinal será para o bem dela! Sinto muito, mas só você pensará dessa forma, pois uma pessoa que não solicitou a crítica, por melhor que sejam
suas intenções e por mais que ela esteja precisando, ela jamais verá dessa forma. A não ser que você goze de sua inteira confiança por deter uma autoridade muito alta, então ela vai aceitar seus  conselhos ou críticas sem nenhum tipo de retaliação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WeCreativez WhatsApp Support
Queremos ouvir você! Ajude o Portal de Brazlândia a ficar com a sua cara.
👋 Mande sua mensagem, notícia, elogio, reclamação ou dúvida sobre anúncio

Os cookies nos ajudam a fornecer, proteger e melhorar nossos produtos e serviços. Ao usar nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Configurações de cookies

Abaixo você pode escolher quais tipos de cookies permitem neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalOur website uses functional cookies. These cookies are necessary to let our website work.

AnalyticalOur website uses analytical cookies to make it possible to analyze our website and optimize for the purpose of a.o. the usability.

Social mediaOur website places social media cookies to show you 3rd party content like YouTube and FaceBook. These cookies may track your personal data.

AdvertisingOur website places advertising cookies to show you 3rd party advertisements based on your interests. These cookies may track your personal data.

OtherOur website places 3rd party cookies from other 3rd party services which aren't Analytical, Social media or Advertising.